Cadeira suspensa: um EPI indispensável

Cadeira suspensa: um EPI indispensável

BANNER-TOPO-MATERIA-CADEIRA-SUSPENSA

Se você é um profissional que realiza atividades em altura, já deve conhecer a importância de utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para garantir a segurança durante o trabalho.

Nesse contexto, um equipamento que se destaca é a cadeira suspensa, um EPI indispensável para quem trabalha em locais elevados.

Neste artigo, vamos esclarecer todas as dúvidas sobre a cadeira suspensa, desde sua capacidade de carga, material de fabricação, acessórios que tornam o uso mais seguro até as principais aplicações de uso.

Continue lendo e saiba tudo sobre esse equipamento essencial para a segurança no trabalho em altura.

Existe limite de altura para o uso da cadeira suspensa?

Não há um limite de altura estabelecido para o uso da cadeira suspensa, mas o equipamento deve ser utilizado apenas em locais onde não há outras opções de acesso, como escadas ou andaimes.

Além disso, é essencial realizar uma avaliação de risco antes de utilizar a cadeira suspensa em qualquer altura.

Quantos quilos a cadeira suporta?

A capacidade de carga da cadeira suspensa pode variar de acordo com o modelo e o fabricante.

Geralmente, a cadeira suporta entre 100 e 150 quilos, mas é importante verificar a capacidade de carga especificada pelo fabricante antes de utilizar o equipamento.

Qual o material da cadeira suspensa?

A cadeira suspensa é geralmente fabricada em alumínio, aço inoxidável ou outro material resistente. A escolha do material depende da aplicação e do ambiente em que o equipamento será utilizado.

Cadeira Suspensa Dully Para Descida Capacidade de 140Kg
Cadeira Suspensa Celpan Sobe e Desce 120Kg
Cadeira Suspensa Fibramfer para Trabalho em Altura ate 140KG

Qual a diferença entre o trabalho em altura e acesso por cordas

O trabalho em altura se refere a qualquer atividade realizada a mais de dois metros do nível do solo.

Já o acesso por cordas é uma técnica utilizada para acessar locais elevados, que pode ser utilizada em conjunto com a cadeira suspensa.

No acesso por cordas, o trabalhador utiliza uma corda de segurança fixada em um ponto de ancoragem para se deslocar verticalmente.

Enquanto o trabalho em altura pode ser realizado de diversas formas, o acesso por cordas requer habilidades específicas e equipamentos de segurança adequados.

É frequentemente utilizado em atividades como inspeção, manutenção e reparação de estruturas elevadas.

10 principais aplicações da cadeira suspensa

A cadeira suspensa é utilizada em diversas atividades que envolvem o acesso a locais elevados, entre essas, destacamos 10 para você:

  1. Limpeza de fachadas e vidros de edifícios
  2. Pintura de fachadas e estruturas elevadas
  3. Instalação e manutenção de sistemas de ar condicionado
  4. Trabalhos em torres e antenas de telecomunicações
  5. Inspeção e reparação de estruturas de pontes e viadutos
  6. Instalação e manutenção de sistemas de iluminação pública
  7. Limpeza e manutenção de equipamentos em silos e tanques
  8. Trabalhos em plataformas de petróleo
  9. Inspeção e manutenção de turbinas eólicas
  10. Instalação e manutenção de sistemas de proteção contra incêndios em edifícios

Agora que você conhece as áreas de utilização, vamos ver como você pode usar de forma adequada no tópico a seguir.

Como utilizar corretamente a cadeira suspensa?

Para utilizar corretamente a cadeira suspensa, é necessário seguir algumas medidas de segurança e orientações específicas. Veja abaixo alguns dos principais passos:

Verificar o estado da cadeira suspensa

Antes de utilizar a cadeira suspensa, é importante verificar se a estrutura está em boas condições, sem danos ou desgastes que possam comprometer a segurança do trabalhador.

Equipamentos de segurança

É fundamental utilizar os equipamentos de segurança adequados, como capacete, cinto de segurança, cordas nr18, mosquetões e outros dispositivos de ancoragem.

Fixação da cadeira

A cadeira suspensa deve ser fixada corretamente à corda guia e ao sistema de ancoragem, verificando se a fixação está segura e resistente.

Regulagem de altura

É importante regular a altura da cadeira de acordo com a necessidade do trabalho a ser realizado, ajustando a corda guia e verificando se a cadeira está nivelada.

Realização do trabalho

Durante a realização do trabalho, o trabalhador deve permanecer sentado na cadeira suspensa, utilizando os equipamentos de segurança e mantendo-se sempre ancorado ao sistema de segurança.

Retirada da cadeira

Após a conclusão do trabalho, é necessário retirar a cadeira suspensa do local de trabalho, seguindo as orientações do fabricante e verificando se a estrutura está em boas condições.

É importante ressaltar que o uso da cadeira suspensa deve ser realizado somente por profissionais treinados e com o uso de equipamentos de segurança adequados para garantir a segurança do trabalhador durante a execução das atividades em altura.

ESPECIALISTA NO ASSUNTO, TUDO SOBRE TRABALHO EM ALTURA

Acessórios que tornam o uso da cadeira mais seguro

Existem diversos acessórios que podem ser utilizados em conjunto com a cadeira suspensa para tornar o trabalho mais seguro.

Alguns exemplos são:

Corda NR 18

A NR 18 é uma norma regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil que estabelece as diretrizes de segurança para trabalhos em construção civil.

Em relação às cordas, a NR 18 estabelece requisitos mínimos de segurança para o uso de cordas em atividades de trabalho em altura.

Por exemplo, o uso de cordas de nylon com resistência mínima de 20 kN (kilonewtons) e a realização de inspeções periódicas nas cordas para detectar danos ou desgaste.

Moquestão

O mosquetão para trabalho em altura é um tipo específico de mosquetão.

Por isso é projetado para ser utilizado em atividades em que a segurança em altura é crucial, como trabalhos em torres, postes, telhados, andaimes e outras estruturas elevadas.

Esses mosquetões são geralmente feitos de materiais leves, como alumínio ou aço inoxidável, e são projetados para suportar cargas elevadas e resistir a impactos e quedas.

Cinto de segurança

O cinto de segurança para trabalho em altura é responsável por proteger o trabalhador contra quedas e outros acidentes relacionados à altura.

É composto por um cinto ajustável e um sistema de ancoragem que fixa o trabalhador à estrutura ou sistema de segurança.

O uso correto do cinto de segurança para trabalho em altura é fundamental para garantir a segurança do trabalhador, juntamente com outras medidas de proteção e treinamentos adequados.

Cinto de Segurança Dully DLT-030 Paraquedista 5 Pontos
Cinto de Segurança Polifitema AB-210 Paraquedista 4 Pontos
Cinturão de Segurança 3M Onixy Altiseg Paraquedista 4 Pontos

Vídeo - Cinto de segurança para trabalhos em altura

No vídeo a seguir vamos falar sobre a importância de usar o cinto de segurança para trabalho em altura. O que é ponto de ancoragem, norma regulamentadora NR 35, talabarte e muito mais.

Fique ligado em nosso canal, Em Manutenção. Se inscreva e veja vídeos com dicas e tutoriais sobre ferramentas, acessórios e diversas máquinas. #FAÇAVOCÊMESMO

Gostou da matéria?

Depois do nosso papo sobre a cadeira para trabalho em altura, não podemos deixar de comentar também sobre a corda. Sem a corda ideal, você não vai conseguir usar a cadeira para trabalho em altura. Não vá ainda…

Continue no blog e saiba mais: Conheça tudo sobre cordas

ACOMPANHE A ELASTOBOR
Fique ligado em nossas redes sociais e participe de promoções e sorteios exclusivos.

FICOU ALGUMA DÚVIDA?
Nossa equipe está pronta para te atender:

Curtiu essa matéria?

%d blogueiros gostam disto: