Esmerilhadeira ou lixadeira, qual é a melhor?

Esmerilhadeira ou lixadeira, qual é a melhor?

Sabia que as duas são diferentes e que se você usá-las para o trabalho que não é adequado pode ter sérios prejuízos?

Vou te explicar nesse artigo qual a principal diferença entre esses equipamentos e como escolher o correto para você.

 

Apesar de terem funções parecidas há alguns cuidados que você precisa ter antes de sair por aí lixando.

QUAIS AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS?

Apesar da função de terem funções diferentes, outro diferencial é a quantidade de rotações por minuto de cada uma e a força com que realiza o debaste dos materiais.

A LIXADEIRA

Possui uma rotação menor, algo em torno de 5.500 rpm. Você usa esse equipamento para lixar madeira, plástico, fibra e metal.

Também serve para fazer acabamentos nesses materiais.

Quando você precisar realizar alguma dessas funções opte pela lixadeira.

É ideal para dar acabamentos finos e possui diversos modelos, por isso antes de comprar saiba com qual material você irá trabalhar, isso faz toda a diferença no final.

Confira no fim desse artigo o guia rápido sobre os diferentes tipos de lixadeira.

A ESMERILHADEIRA

Essa é muito mais veloz, tendo um número de rotações superior. Há modelos com até 11.500 rpm. Também dispensa o uso de lixas.

É usada para debaste e corte nos materiais metálicos, que são mais densos.

Ou seja, é usada para retirar o excesso e tornar menos espesso esse material.

A principal função da esmerilhadeira é o debaste, que é a redução do material pela abrasão, com isso, os metais se tornam menos denso e com acabamento.

É muito potente em relação a suas rotações, por isso é indicada para trabalhar com materiais resistentes como ferro, aço e outros metais.

Alguns modelos permitem que outras funções sejam acopladas como uma escova rotativa.

QUAL ESCOLHER?

Se ainda está confuso quanto a isso, pense o seguinte:
A esmerilhadeira é mais forte, por isso ela é capaz de realizar cortes.
Por outro lado, ela é forte demais para dar acabamento aos materiais menos densos, como a madeira, podendo simplesmente estragar a peça.
Escolher o equipamento errado pode ocasionar em acidentes graves e desperdício de material.
No final, quando coloca na ponta do lápis, compensa mais ter o equipamento certo do que correr esse risco.

GUIA RÁPIDO DE LIXADEIRAS

Como falei anteriormente, existem diferentes tipos de lixadeira e cada uma é mais indicada para uma função e material, vou resumir para você quais são as diferenças entre elas:

Excêntrica

Usada para lixamentos finos, pode polir madeira, plástico, metal, verniz e é usada em superfícies com ondulações ou planas, tem grande variedade de uso.

Orbital

São encontradas na forma retangular ou quadrada, são leves e indico para quando necessitar de acabamentos em metal.

Roto orbital

Se busca acabamento perfeito em madeira ou aço, e que tenham superfície plana, essa é para você.

Angular

Não oferece um acabamento adequado, é indicada principalmente para o debaste dos materiais menos densos.

De cinta

Usada para trabalhos mais pesados, também não oferece um bom acabamento, sendo mais indicada para o debaste.

AFINAL, QUAL A MELHOR?

Não tem uma melhor ou pior, a diferença entre elas está no trabalho que será executado.
Sendo que a lixadeira é menos potente mas entrega bem naquilo que se propõe, que no caso é o acabamento, exceto por alguns modelos que são mais indicados para o debaste, no entanto, esses modelos não atingem a potência da esmerilhadeira.
Já a esmerilhadeira consegue realizar o debaste de materiais densos como o aço e ferro, de uma maneira fácil, poupando trabalho e com mais segurança do que forçar uma lixadeira para essas funções.
Agora que você já sabe as diferenças, faça a compra do melhor para a sua necessidade, consulte um de nossos especialistas se ainda tiver dúvidas.

ACOMPANHE A ELASTOBOR
Fique ligado em nossas redes sociais e participe de promoções e sorteios exclusivos.
       
FICOU ALGUMA DÚVIDA?

Curtiu essa matéria?

%d blogueiros gostam disto: