Faça você mesmo sua reforma, guia de compra

Faça você mesmo sua reforma, guia de compra

faça você mesmo a sua reforma com essas dicas

Se você pensa em fazer sua própria reforma, saiba que pessoas proativas e que gostam de economizar, se beneficiam das inúmeras possibilidades que o “botar a mão na massa” proporciona. Gastar menos em equipamentos e materiais é umas delas.

Esse artigo é para você, reformador ou bricoleiro de final de semana. Mãos à obra!

Você sabe o que é Bricolagem?

A bricolagem é a arte de fazer pequenos reparos, remodelagens de locais e objetos, montagem, instalações, adaptações, decorações e reformas por conta própria com o intuito de deixar o ambiente mais bonito e com sua cara, e de também economizar.

São aquelas pessoas que adoram o “faça você mesmo” ou também os chamados de “DIY”, sigla em inglês para “Do it Yourself” (ou faça você mesmo, em português).

Se você responder com sim uma das três perguntas abaixo, você é um Bricoleiro.

  • Acredita que fazer um ajuste você mesmo sai mais barato?
  • Já fez decoração, adaptação ou reforma e se sentiu realizado com isso?
  • Adora esse tipo de trabalho e está sempre planejando como vai deixar a casa mais bonita?

 Se respondeu sim, seja muito bem-vindo ou bem-vinda ao clube dos bricoleiros, você está no lugar certo.

Veja os equipamentos e ferramentas que todo bricoleiro precisa ter para facilitar suas obras.

#FAÇAVOCÊMESMO - DIY

5 Equipamentos indispensáveis para bricolagem

  1. Furadeira
  2. Parafusadeira
  3. Serra tico-tico
  4. Lixadeira
  5. Jogo de Ferramentas
faça você mesmo sua reforma, guia de compra

Furadeira

Eu não imagino qualquer tipo de reforma dando certo sem uma furadeira, mesmo que você não planeje utilizar sempre surge algo que precisa ser pendurado, um fio que precisa ser passado, alguma madeira que precisa de um encaixe, etc.

A furadeira tem mil utilidades e se você ainda não tem uma, essa é a hora de comprar.

Parafusadeira

Você já pensou em trabalhar com a velocidade de 3 trabalhadores? Esse equipamento é capaz de te proporcionar uma agilidade que ainda sobra tempo para tirar as fotos e postar nas redes sociais.

Essa ferramenta serve para que você parafuse e desparafuse de forma ágil e descomplicada.

Existem ainda equipamentos que juntam as duas funções, de parafusadeira e furadeira, isso otimiza seu tempo.

Serra tico-tico

Não consigo nem contar quantas vezes essa serra me salvou.

Uma vez precisei fazer um furo circular para entrada da casinha do gato, em outra, construí algumas prateleiras, fiz ajustes em uma porta, já instalei uma fechadura com o auxílio dela, criei uma casa de passarinhos, kit de cadeiras com a madeira rústica que sobrou da construção da laje, etc.

Como disse, incontáveis vezes. Se você ainda não tem a sua, saiba que desperdiçou muito tempo da sua vida serrando com o tradicional serrote.

Lixadeira

Você é daqueles que só de pensar em ter que lixar, já desanima antes de começar?

Essa é a parte mais chata de qualquer reforma ou construção. Descasca a parede, tira a tinta, pinta, lixa, pinta, lixa, pinta, lixa.

Já pensou quanto tempo para fazer isso você gasta manualmente? E são etapas para qualquer acabamento ficar impecável ou mesmo para aplicação de verniz nas suas peças de madeira.

A lixadeira resolve esse problema e depois que você testa uma vez já não consegue viver sem!

Jogo de Ferramentas

Você precisa disso. Nem pense em começar qualquer projeto sem ter as ferramentas básicas em mãos. A maioria dos kits de ferramentas oferecem chaves para diversos tamanhos e necessidades.

Porém se você precisa de algo mais completo, pode optar pelo jogo de ferramentas Vonder, que contém 110 peças e ainda vem com a maleta.

Esse jogo de ferramentas eu indico para qualquer bricolagem que se preze.

Fique 100% protegido durante a reforma

Outra coisa que todo bricoleiro precisa ter é: Cuidado com a própria segurança.

Antes mesmo de comprar suas ferramentas de trabalho, tenha em mãos os equipamentos para sua proteção, os famosos EPI’s.

Para sua comodidade e segurança, temos em nossa loja todos os EPI’s que você precisa para usar as ferramentas citadas acima.

Óculos de Segurança

Esses óculos são indispensáveis quando você está usando uma serra tico-tico ou mesmo lixando objetos, impede que pedras, madeira, poeira, vidro atinjam seus olhos com impacto.

Luvas de proteção

Existem diversos modelos de luva de proteção, assim como o material do qual elas são feitas, pensando nesse kit, indicamos as luvas Poliuretano, que protegem, mas não tiram a sensibilidade tátil para operar os equipamentos.

Capacete

O capacete é essencial para você que faz reformas maiores em casa, como por exemplo pintar o teto, ou derrubar alguma estrutura, se for mulher ou tiver cabelos longos mantenha-os amarrados e dentro do capacete ou atrás da cabeça.

Esse simples cuidado evita sérios acidentes.

Proteção para os pés

Você não quer escorregar com uma furadeira na mão, não é mesmo? Muito menos com a serra tico tico, não seja teimoso. Como diz o ditado: não dê mole ao azar.

Outro acidente muito comum é a queda de objetos pesados nos pés, para isso indicamos o uso de calçados de segurança e proteção.

Botinas com bico em PVC ou aço são os modelos ideais para te proteger desse tipo de acidente, que dependendo da gravidade, pode te tirar de circulação por um bom tempo e causar grande dor de cabeça.

TUDO PARA PINTAR SUA PAREDE

os principais materiais que você vai precisar para pintar uma parede

A pintura de parede está em alta atualmente, já que estamos passando mais tempo em casa. As pessoas perceberam a importância de ter um ambiente agradável.

Você pode pintar uma parede para diversas finalidades, uma das mais importantes atualmente, é ter um cenário bonito para vídeo chamadas.

O melhor de tudo é que o processo de pintar você mesmo economiza na mão de obra, mas para que essa economia valha a pena leia esse artigo até o final.

Por onde começar a pintura da parede?

Comece sua pintura pela organização, tanto das ferramentas que utilizará quanto do ambiente a ser pintado, serão necessários cuidados para que você obtenha o melhor resultado.

Veja a lista de todos os materiais que vai precisar e como escolher:

Lixas

Devem ter granulometria entre 150 e 180, são as melhores para remover saliências sem afundar e danificar a sua parede.

Tinta

Escolha a tinta de sua preferência e na quantidade certa. Você precisa consultar o fabricante para saber quanto a tinta renderá, pois são inúmeros fabricantes e cada tinta tem sua própria especificação.

Indicamos a marca Iquine, que tem um portifólio extenso de cores e se saiu muito bem nos testes internos que fizemos.

Trincha

A trincha é um pincel especial próprio para pinturas de paredes. É importante ter mais de uma trincha, pois ela é usada para dar acabamento a áreas que precisam de maior precisão, por isso você encontra trinchas de diversos tamanhos.

Rolo de pintura

Você encontra diferentes tipos, o de espuma e o de lã de carneiro são os mais conhecidos. O rolo de lã é mais indicado para paredes lisas e ásperas, o de espuma dará acabamento melhor em paredes lisas e deve ser evitado em paredes ásperas.

Para pintura de paredes indicamos rolos de 23cm, que atingem uma área maior.

Espátula

Auxilia na aplicação correta da massa corrida, cola plástica, gesso, processo de raspagem e outros serviços que você pode acabar precisando para preparar a parede.

Fita crepe

Não subestime a fita crepe, para você ter o acabamento perfeito sem sujar as paredes ao lado e nem o teto, use fita crepe onde quer que a tinta não atinja.

Água rás

A água rás é usada para diluir tintas à base de esmaltes sintéticos e tintas a óleo, é usado também para limpeza dos materiais de pintura, verifique se sua tinta usará.

Massa corrida

Caso você precise corrigir imperfeições na sua parede, a massa corrida foi feita pra isso, use-a sem medo de ser feliz. Lembra da espátula? Você irá combinar a massa com ela.

Lona

Você pode usar uma lona plástica para os objetos de respingos de tinta, e principalmente para proteger o chão.

A lona pode ser reutilizada, então, após pintar a sua parede, dobre a lona e guarde em local seco e sem umidade. Com uma boa conservação, ela pode durar um longo período de tempo.

Também é possível utilizar papel kraft ou papelão ondulado para proteger o chão. Apesar de ser uma opção mais barata, comparado com a lona plástica, é um material mais frágil e geralmente não é possível ser reutilizado.

Bandeja

Você precisará de uma bandeja para despejar a tinta e utilizar o rolo para aplicação nas paredes.

Além de você não conseguir acessar a tinta com o rolo dentro da lata, a bandeja plástica é essencial para a economia da tinta.

Vá despejando pequenas quantidades de tinta na bandeja, conforme avança na pintura da sua parede. 

Você encontra as bandejas de plástico próprias para essa finalidade em nossa loja. Não deixe de conferir! O preço é super acessível e você vai economizar muita tinta.

Pistola de pintura

Para melhor aproveitamento da tinta, você pode utilizar uma pistola de pintura. Elas funcionam a base de ar pressurizado e são usadas acopladas com equipamentos que geram pressão, na maioria dos casos, com um compressor a ar para uso profissional.

Geralmente são utilizadas para grandes demandas, mas se você quiser investir um pouco mais e facilitar o seu trabalho, é a pedida ideal. São práticas e de fácil manuseio, você não vai mais querer pintar com rolo ou pincel, depois de experimentar.

MUITAS DICAS E MATERIAIS PARA PINTAR UMA PAREDE

Preparo do espaço a ser pintado

Não basta apenas preparar a parede, antes disso é preciso organizar o espaço para a pintura.

Com esses simples passos você já terá um ambiente adequado para a pintura. Faça o seguinte:

  • Afaste os móveis das paredes que serão pintadas.

  • Cubra-os com lona.

  • Coloque fita crepe nos cantos e nos lugares que a tinta não deve ser aplicada.

  • Forre o chão com lona, papel kraft ou papelão, para evitar respingos da tinta.

Preparando a parede

Agora vamos para a segunda parte, que é o preparo da parede.

Você precisa se certificar de que não há umidade, mofo ou estofamentos na parede, caso haja, o procedimento antes da pintura será mostrado abaixo.

Se sua parede está em boas condições de pintura ou precisar de pequenos ajustes, você pode fazer a raspagem e aplicação da massa corrida nos detalhes.

Após a massa secar, será necessário lixar a parede para que a superfície fique regular.

Com a parede lixada e lisinha, você aplicará um pano umedecido para remover o pó.

Agora é só seguir com a pintura.

Como resolver possíveis infiltrações

O ideal é que a impermeabilização da parede seja feita na fase da obra, assim evitará problemas futuros, mas caso seu pedreiro não tenha feito isso, você ainda pode tentar salvar a parede.

Dependendo da área com infiltração e mofo, vai ser preciso remover todo o reboco da parede. Caso o detalhe seja localizado e não está avançando, você pode remover o reboco da área específica e fazer a colocação de um novo, com aditivos impermeabilizantes.

Se a região de mofo for externa, você consegue aplicar um impermeabilizante. Nesse caso siga os seguintes passos:

  • Umedecer bem a superfície com água limpa utilizando trincha ou broxa.

  • Aplique uma camada de Impermeabilizante Viaplus Viapol com uma desempenadeira metálica lisa em uma espessura entre 1,5 a 3 mm.

  • Caso necessário aplique uma segunda camada até atingir a espessura total de no máximo 4 mm.

  • Se desejar, realize o acabamento em seguida com uma esponja úmida ou após 2 horas, realize um leve lixamento com uma lixa fina.

  • Aguarde 24 horas para realizar a pintura

Aplicando a tinta

Com a parede livre de imperfeições, infiltrações, sujeira ou mofo, você já consegue realizar a pintura. Finalmente.

Para isso você terá dois equipamentos principais, o rolo e a trincha (pincel).

Antes de dar a primeira demão de tinta, leia o rótulo. Cada tinta tem sua própria especificação de como diluir e preparar para obter a cor desejada.

Use uma bandeja para despejar a tinta e facilitar o uso do rolo nela.

O procedimento a seguir pode ser diferente para cada profissional, por isso, veja o que se adapta melhor para sua demanda.

Comece pintando os cantos e locais mais sensíveis com a trincha, deve contornar o teto, os cantos e as áreas que não quer que suje. Dessa forma, você obterá uma área segura pintada em volta dos locais sensíveis como interruptores, quinas, rodapés, etc.

Após esse preparo, utilize o rolo para pintar e cobrir uma área maior. Faça isso de duas a três vezes para obter uma pintura excelente.

Posteriormente remova a fita crepe e finalize com a trincha caso existam irregularidades.

PRINCIPAIS TIPOS DE MARTELO

Principais tipos de martelo

Seja para construções, reparos ou bricolagem, um martelo é uma ferramenta indispensável. Mas você sabia que existem vários tipos de martelos cada um com uma função específica?

Neste artigo, vamos explorar os principais tipos de martelos e ajudá-lo a escolher o ideal para suas necessidades.

Veja tudo o que precisa saber para mudar seu conceito sobre martelos.

Martelo unha

O modelo mais comum e mais conhecido dentre os tipos de martelo.

Ideal para a fixação e remoção de pregos, deslocamento entre partes, abertura de caixas e diversas outras ações e serviços que seja necessário.

Por ser leve e compacto, em praticamente todos os seus modelos, facilita o transporte e é ideal para serviços leves e também pesados, sem exigir muito esforço.

Composto em sua maioria por uma cabeça em aço forjado, com cabos que podem variar em fibra, madeira e inteiriço de aço. Para sua empunhadura, o cabo pode ter cobertura emborrachada, facilitando a pegada do usuário com conforto e maior ergonomia.

Martelo de borracha

Esse é um martelo com uma cabeça de borracha, usado para evitar danificar superfícies delicadas.

O Martelo de borracha é ideal para atividades delicadas, como não danificar superfícies lisas.

Ele tem uma almofada de borracha na parte superior, o que ajuda a suavizar o impacto.

É leve, o que o torna uma escolha ideal para tarefas de precisão em que precisa ter cuidado para evitar danos.

Martelo de estofador

É um martelo com uma cabeça larga e arredondada, usado para aplicar pressão suave ao estofar móveis.

Esse tipo de martelo tem uma cabeça de aço inoxidável e uma almofada de couro, o que o torna perfeito para aplicações de estofamento.

É resistente às altas temperaturas e à corrosão, o que o torna a escolha ideal para trabalhos exigentes.

Martelo de bola

A cabeça desse martelo de metal é esférica, e é usado para alinhar peças de metal ou para aplicar pressão em áreas estreitas.

Portanto, o martelo de bola é projetado para aplicações de precisão.

Ele tem uma cabeça de aço inoxidável com uma bola de aço na extremidade, o que ajuda a fornecer um impacto direcional.

É ideal para atividades que exigem precisão e controle.

Martelo pena

Esse tipo, tem uma cabeça fina e longa, é usado para remover pregos ou para alcançar áreas de difícil acesso. É outro martelo projetado para atividades de precisão, como instalação de pisos ou artesanato.

Principais tipos de martelo

Marreta

É um martelo pesado com uma cabeça larga, usado para quebrar concreto ou para aplicar pressão pesada.

A Marreta é ideal para trabalhos mais pesados, como desmontar e montar móveis ou outros trabalhos em metal, demolição e onde necessite peso e pressão.

Sua cabeça de aço inoxidável e seu cabo longo, ajuda a fornecer um impacto mais poderoso, deixando a precisão de lado para focar em força.

Riscos ao usar martelo

Como nem tudo são flores, existem os riscos, como por exemplo:

  • Lesões nas mãos
  • Laceração de dedos
  • Perfuração de olhos,
  • Danos ao material martelado

Para minimizar esses riscos, é importante usar proteção ocular, seguir as instruções de segurança e escolher o tipo certo de martelo para a tarefa. Veja algumas dicas a seguir.

CUIDADOS AO UTILIZAR O MARTELO

Aprenda a usar o martelo do jeito certo

Antecipadamente, digo que o uso correto do martelo é aquele que você atinge seu objetivo sem causar danos indesejados. Siga essas 8 valiosas dicas para se manter seguro ao usar o martelo:

  1. Use proteção ocular.

  2. Escolher o tipo certo de martelo para a tarefa.

  3. Confira se a cabeça e o cabo estão firmes e seguros.

  4. Ao pregar você pode utilizar um alicate para manter o prego na posição.

  5. Realize o trabalho afastado de outras pessoas.

  6. Mantenha o ambiente de trabalho organizado e limpo.

  7. Remova quaisquer objetos que possam ser danificados ou causar lesões durante o uso de martelos.

Siga estas dicas para garantir um ambiente de trabalho seguro e eficiente.

Gostou da matéria?

Vamos falar sobre a queridinha das ferramentas elétricas? Sim, ela é indispensável em qualquer kit iniciante de manutenção, então continue no blog e leia nossa matéria especial só sobre ela: Furadeiras: o que todo mundo deveria saber antes de comprar.

Saiba como proteger a fachada da sua casa

Nesse vídeo vamos ensinar como proteger a fachada da sua casa com viaflex, um revestimento impermeabilizante acrílico, em especial para infiltrações de água provocadas pelas chuvas em superfícies verticais externas (paredes).

Fique ligado em nosso canal, Em Manutenção. Se inscreva e veja vídeos com dicas e tutoriais sobre ferramentas, acessórios e diversas máquinas. #FAÇAVOCÊMESMO

ACOMPANHE A ELASTOBOR
Fique ligado em nossas redes sociais e participe de promoções e sorteios exclusivos.

FICOU ALGUMA DÚVIDA?
Nossa equipe está pronta para te atender:

Curtiu essa matéria?

%d blogueiros gostam disto: